SÍMBOLOS MUNICIPAIS O significado das formas e das cores da Bandeira e do Brasão de Armas do município Autor – Tanto a Bandeira como o Brasão de Alta Floresta foram idealizados pelo heraldista e vexilólogo, Dr. Lauro Ribeiro Escobar (SP) A Bandeira do Município de Alta Floresta, assim se descreve: retangular, de vermelho, tendo ao centro um triângulo de amarelo, carregado do Brasão de Armas. O triângulo alude à situação geográfica do Município de Alta Floresta, constituindo emblema de igualdade e perfeição divina e as cores tem os seguintes significados: o VERMELHO é indicativo de audácia, coragem, valor, galhardia, intrepidez, nobreza conspícua, generosidade, honra, caridade e magnanimidade, predicados de Administradores e Munícipes que se desdobram em rasgos de valor, vencendo obstáculos, sem desfalecimento na luta constante pelo progresso do Município; o AMARELO, lembrando o solo ubérrimo (solo rico) de Alta Floresta, representa riqueza, esplendor, glória, nobreza, poder, força, fé, prosperidade, soberania e, pois, o que almejam os Munícipes para seu torrão natal, cuja prosperidade constroem com a força do trabalho diuturno e profícuo. O Brasão de Armas tem a seguinte interpretação: a) O escudo ibérico era usado em Portugal à época do desenvolvimento do Brasil e sua adoção evoca os primeiros colonizadores e desbravadores de nossa Pátria. b) O leão rompante (de pé sobre as patas traseiras) de ouro é peça das armas da família Nunes, aludindo, no Brasão de Armas de Alta Floresta, ao vulto de Antônio Nunes Severo Gomes, pioneiro fundador (topógrafo) do povoado. É o leão, emblema heráldico de força, grandeza, coragem, magnanimidade e vigilância. c) A flor de Liz é o símbolo de Nossa Senhora e lembra a Santíssima Padroeira de Alta Floresta, Nossa Senhora Aparecida. d) O Contra-chefe (parte inferior do escudo) de ouro, refere-se às riquezas do solo ubérrimo (solo rico) de Alta Floresta, e as faixetas onduladas, aos cursos d’água, em especial os rios Teles Pires e Juruena. A cor blau (azul), designa justiça, formosura, doçura, nobreza, perseverança, firmeza incorruptível, glória, virtude, zelo e lealdade. e) A coroa mural é o símbolo da emancipação política e, de prata, com oito torres, das quais unicamente cinco estão aparentes, constitui a reservada às cidades. As portas de sabre (preto) proclamam o caráter hospitaleiro do povo de Alta Floresta. f) Os ramos de cacaueiro, guaraná, cafeeiro e castanheiro-do-pará, atestam a fertilidade das terras generosas de Alta Floresta, de que são importantes produtos e apontam as lidas do campo como fator básico da economia municipal. g) No listel, o topônimo “ALTA FLORESTA” identifica o Município, a divisa “LABORI NIHIL RESISTET”, demonstra que não há obstáculos ao trabalho e a data “19/05/1976”, é a data considerada de fundação do povoado. Obs. – A Bandeira Municipal e o Brasão Municipal, no listel que traziam a frase em latim “LABORI NIHIL RESISTET”, sofreram modificação após 16 de maio de 1991, por força da Lei nº. 350/91, a qual alterou para o português, ficando, a partir desta data, assim: “NADA RESISTE AO TRABALHO”. 

 

Canção de Alta Floresta  

Quando a lua vem surgindo 

Iluminando meu sertão 

Também no Carlinda em Mato Grosso 

Surge Alta Floresta no verão. 

E os casais de namorados Unidos nesta paz abençoada 

Crescendo dia a dia como as plantas 

Desbravando a nossa Pátria bem amada. 

CORO 

Mato Grosso meu sertão querido... Teles Pires, Rio Carlinda Alta Floresta 

Queira Deus que eu viva mais um pouco 

Só para ver o milagre deste povo.

II Quando o ronco dos tratores 

Não mais se ouvir pelas quebradas

Só caminhões pelas estradas 

Transportando os produtos desta terra. 

É o final de grande luta 

De fé, de amor e de trabalho... 

Gerando conforto e a riqueza... 

Do homem pela paz e não a guerra. 

Autor: Rui Ramos